20 anos blues

Início    /    Colunistas    /    20 anos blues
Por Diego Werneck  •  31 de Dezembro de 2018

Por Diego Werneck

Algumas décadas se passaram após os mitos Maria Esther Bueno e Thomas Koch colocarem o Brasil no mapa do tênis mundial. O país do futebol teimava em só olhar para as várzeas e gramados, mas um guri magrelo e desengonçado estava predestinado a deixar a sua marca e confirmar que também podíamos ser a terra da raquete.

Guga acabara de conquistar seu primeiro título em Roland Garros e o tênis começava a ser visto com outros olhos pelos brasileiros. E isso sem dúvida trazia a atacado novos praticantes e jovens que sonhavam ser como o novo ídolo do esporte nacional. Nesse contexto foi criada a Nittenis, a partir de um insight de seu idealizador, Gustavo Werneck, em parceria com esse que vos escreve para dar cara e conteúdo a então revista impressa - que perdurou por 18 anos em circulação - e que desde o ano passado é exclusividade das plataformas digitais.

Para muito além da família Werneck, a Nittenis contou com parceiros e colaboradores fundamentais para que ainda estejamos hoje “no ar”. Desde os primeiros articulistas como Domingos Venancio e Sylvio Bastos (ambos também parceiros comerciais e até hoje colunistas do portal) e parceiros comerciais como Jorge Fernandes (Marie & Jean/Ferrrati) e Rogério Elmor (Pousada Bomtempo), passando pelo próprio Koch, Carlos Alberto Kirmayr, Ricardo Acioly, Ênnio Moreira (Protenis), entre tantos outros. Alguns nos prestigiam desde a edição número 0, do final de 1998, como os tenistas e grandes profissionais da saúde Jackson Galeno (Clínica Artro) e Antonio Américo.

Grandes amigos também estiveram desde as primeiras linhas escritas e páginas leiautadas e outros continuam a jornada conosco até hoje na produção jornalística e programação visual: Fabio Maccacchero, Daniel Perissé, Átila Amaral, Raphael Favila, Thiago Mello. E por fim, mas não menos importante, contamos com o apoio luxuoso e competente de duas profissionais da educação no início da nossa jornada: minha saudosa e amada mãe, Marisete, e minha querida tia e segunda mãe, Marise Rodrigues, que muito nos auxiliaram na árdua tarefa de revisão dos textos.


Ter uma empresa e prestar um serviço em nosso país é uma iniciativa que exige por si só muito empenho e dedicação, ainda mais especialmente em se tratando da indústria esportiva e especificamente do tênis e demais esportes de raquete, como dito acima modalidades que não estão entre as mais populares no Brasil; mas que contam com um público cativo e fiel, sempre ávido por informações e tudo mais que diga respeito à paixão que os esportes de raquete, em especial o tênis, representam.

A caminhada tem sido dura, porém extremamente gratificante para nós. Nesses 20 anos de história, além do surgimento do maior ídolo do tênis brasileiro de todos os tempos e uma das figuras mais queridas do esporte mundial, estivemos presente na cobertura das 18 edições do Brasil Open e em todas do Rio Open, os dois principais torneios profissionais do país, além de incontáveis etapas dos circuitos de seniors e juvenis da CBT.  Também alçamos voos maiores com a presença em etapas da Copa Davis no Brasil e mundo afora (Bélgica/2016) e do ATP Finals em Londres (2009, 2013 e 2014).

Divulgamos com enorme satisfação os feitos dos tenistas em cadeira de rodas, destaque para o conterrâneo José Carlos Morais, ex-número um brasileiro e uma das figuras mais queridas do meio. E mais recentemente temos acompanhado com muito carinho e entusiasmo a ascensão dos nossos mesatenistas, destaque especial para top 10 mundial Hugo Calderano, e nossos atletas alçando voos cada vez maiores no Beach Tennis, menção mais do que merecida ao niteroiense Ralph Abreu, igualmente entre os dez melhores do mundo na modalidade.

Enfim, quando fazemos algo com amor, por prazer, nem sentimos o tempo passar. E ele, implacável, voa. Como diz a canção brilhantemente interpretada pela inesquecível Elis Regina, “ontem de manhã quando acordei, olhei a vida e me espantei: eu tenho mais de 20 anos. E eu tenho mais de mil perguntas sem respostas”. Esperamos continuar firmes por muitos mais anos no nosso propósito de instigar perguntas e oferecer algumas respostas a vocês, nossos leitores, razão maior da nossa existência.

A todos o nosso muito obrigado por nos apoiarem e continuarem nos prestigiando!

Equipe Nittenis

*Crédito imagens: Thiago Mello / DMello

Publicidade