Banido do tênis, Diego Matos ajuda moradores de rua em meio à pandemia

Início    /    Tênis    /    Banido do tênis, Diego Matos ajuda moradores de rua em meio à pandemia
Por David Mijalchik  •  08 de Maio de 2020

Uma ideia, milhares de refeições distribuídas. O projeto Rango na Embalagem, que surgiu durante a pandemia, tem como objetivo entregar marmitas para moradores de rua do Rio Grande do Sul. E conta com participação crucial de Diego Matos, tenista suspenso permanentemente por manipulação de resultados.

 — Quando isso surgiu, foi como se peças de um quebra-cabeça se encaixassem (...) Depois de tudo que passei, ter essa oportunidade de dar a volta por cima logo no ano seguinte, para mim, é uma satisfação que não dá para descrever — diz Diego em entrevista exclusiva à Nittenis.

O idealizador do Rango na Embalagem é Philippe Maillard, 20. O jovem percebeu que, apesar das várias iniciativas de doação de alimento em Porto Alegre, os moradores de rua não tinham como preparar ou guardar a comida. Foi aí que Philippe recorreu à ajuda de Diego, amigo que conheceu nas quadras de tênis.



Desde que foi banido do esporte, o tenista investiu no ramo alimentício. Junto de um sócio, abriu a Celeiro Verde, indústria de alimentos saudáveis que trabalha com embalagens recicláveis, no modelo zip lock — abrem e fecham com o auxílio de um zíper. O sistema ajuda na proteção e manutenção da temperatura da comida.

Diego topou doar embalagens e virou o braço direito de Philippe. Também ajudou financeiramente e na distribuição das marmitas. Algo que, para o jovem, mostra o caráter do amigo: “Vamos supor que ele errou (referindo-se à suspensão no tênis). Isso mostra que nada impede a pessoa de dar a volta por cima, encontrar outra profissão, fazer as coisas da forma certa e ainda ajudar outras pessoas.”

Os dois amigos começaram a rodar Porto Alegre e cidades vizinhas distribuindo embalagens cheias de arroz, feijão, massa, carne, etc. A iniciativa mobilizou dezenas de pessoas, dispostas a ajudar como podem. Algumas doam alimentos e dinheiro para o projeto. Outras cozinham e até mesmo se disponibilizam a entregar a comida na rua.

Em menos de um mês, mais de 5 mil marmitas foram distribuídas. O tenista já enxerga um futuro promissor para o Rango na Embalagem. Inclusive, pensa em expandir as operações após a pandemia. “Construíram quatro restaurantes populares em Porto Alegre, mas eles pararam de funcionar porque não tinham dinheiro. Só que eles ainda existem (...) A minha ideia é usar meu conhecimento empresarial para gerir os restaurantes. Sem fins lucrativos”, explica Diego, que já iniciou conversas sobre o projeto com a prefeitura.

Diego Matos também falou com a Nittenis sobre a situação da sua suspensão. O ex-241 do ranking de duplas foi banido permanentemente pela TIU (Tennis Integrity Unit) no fim de 2019, acusado de manipular resultados. Ele alega ser inocente e conta que aguarda o recurso junto ao TAS/CAS (Tribunal Arbitral do Esporte). Porém, o julgamento foi adiado para 2021, devido à pandemia.

— Eu tenho o sonho de jogar um torneio de tênis ainda. Tenho 32 anos, estou bem fisicamente, continuo treinando, jogando bem e não posso jogar um torneio primeira classe? É muito bizarro — finaliza.

Publicidade