Bellucci volta às quadras na Itália

Início    /    ATP    /    Bellucci volta às quadras na Itália
Por Nittenis News  •  29 de Junho de 2019

Depois de quase dois meses afastado das quadras para curar uma lesão no tornozelo esquerdo, o tenista brasileiro Thomaz Bellucci prepara a sua volta ao circuito para a semana de 08 de julho no Challenger de Perugia, no saibro, na Itália.

"Depois que eu torci o pé fizemos exames e não deu para visualizar muita coisa pela quantidade de edema. Foi difícil precisar o diagnóstico que era de uma entorse leve. Quando voltei para o Brasil - a lesão foi em 25 de abril em Francavilla - refizemos os exames e vimos que ia demorar mais para voltar. Mas agora estou quase pronto para viajar. Já estou conseguindo me movimentar melhor em quadra, estou jogando sets e até a data da viagem já devo estar com nível físico bom para voltar a competir," explicou Bellucci, que fez a recuperação no Brasil, onde deve permanecer a maior parte do tempo a partir de agora, em que viajará praticamente o tempo integral com o técnico Thiago Alves. Tenista e técnico embarcam para a Europa na quinta-feira, 04 de julho.

O principal objetivo do brasileiro nesta gira que começará em Perugia e seguirá para Amersfoort, Praga, Liberec, Augsburg, Meerbusch, podendo seguir, caso o ranking permita até o qualifying do US Open, é conseguir jogar sem dor e voltar ao ritmo e a confiança que estava antes de ser interrompido pela lesão na partida contra Oscar Otte, em abril. "Para mim é um momento de otimismo e muita alegria de voltar a competir a estar no circuito. A lesão veio na pior hora, mas não foi a primeira vez que tive uma lesão e acontece, não tem o que fazer. Mesmo tendo perdido ranking, o embalo e a sequência de bons resultados, fiz o máximo possível para poder voltar a jogar em um bom nível e aos poucos continuar na crescente, sem uma cobrança excessiva neste período de volta ao circuito."

Paulista de Tietê, nascido em 30.12.1987, Thomaz Bellucci é um dos maiores nomes da história do tênis brasileiro. É o segundo tenista mais bem colocado no ranking da ATP, após Gustavo Kuerten. Alcançou a posição de número 21 em 2010 e terminou 8 das últimas 10 temporadas entre os top 100. Tem quatro títulos de ATP em simples: Genebra (2015), Gstaad (2012/09), Santiago (2010) e um de duplas, em Stuttgart (2013).


Publicidade