Brasil termina dia empatado na Davis

Início    /    Tênis    /    Brasil termina dia empatado na Davis
Por Raphael Favilla  •  03 de Fevereiro de 2018

O primeiro dia de confronto entre Brasil e República Dominicana, pelo Zonal Americano da Copa Davis, acabou empatado com uma vitória para cada lado. No fim da noite dessa sexta-feira, mesmo no território do adversário, Tiago Monteiro (117º do ranking) venceu Roberto Cid (468º do ranking) por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (6), 7/5 e 6/2, em 2h18 de jogo.

Logo nos primeiros games da partida, Monteiro já mostrava sua superioridade diante de Cid ao levar boa vantagem nas trocas de bola. O cearense foi o primeiro a quebrar, ainda no início do jogo, e chegou a liderar o set inicial por 5/2. Entretanto, a insistência do 117º do ranking em partir para a definição dos pontos resultava em frequentes erros não-forçados, que davam confiança ao adversário e o colocavam no jogo.

Monteiro perdeu um set point e foi quebrado quando sacava para fechar a primeira parcial. Para agravar a situação, o cearense perderia outro set point já durante o tiebreak e veria o rival começar o jogo em vantagem. Bastou que Monteiro trabalhasse os pontos com um pouco mais de paciência para que ele voltasse a ser superior e assim foi o primeiro a quebrar também no segundo set. Mais uma vez o cearense perderia a chance de fechar o set, mas voltaria a quebrar de imediato quando o rival poderia crescer no jogo.

O resultado do segundo set foi determinante para a confiança dos dois jogadores. Enquanto Monteiro reduzia o número de erros, Cid parecia sentir que sua oportunidade já havia passado e ofereceu pouca resistência na parcial decisiva. Monteiro quebrou duas vezes e logo já estava liderando por 4/0. Com vantagem confortável no placar, bastou ao cearense manter o saque para confirmar a vitória.

A vitória foi fundamental, já que mais cedo João Pedro Sorgi (365º do ranking), estreante na competição, acabou derrotado por José Hernandez-Fernandez (284º do ranking) também por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6 e 7/6 (3), em 2h17 de jogo.

Sorgi não aproveitou a chance de quebra que teve no quinto game da partida e vinha irregular em seu serviço durante o set inicial. Com apenas 58% de acerto de primeiro saque e vencendo apenas dois dos onze pontos jogados em seu segundo serviço, o paulista ficou vulnerável e permitiu que o atleta da casa obtivesse duas quebras seguidas.

Enquanto o dominicano cedeu apenas um ponto nos dois primeiros games de saque do segundo set, Sorgi precisou salvar dois break points logo de cara. O paulista enfim aproveitaria uma das chances que teve no quinto game para passar à frente no placar. Manter a liderança foi difícil, já que o estreante em Copa Davis ainda evitaria outras duas oportunidades de quebra antes de vencer a parcial.

O set decisivo começou com vantagem para o dominicano, que rapidamente conseguiu a quebra e liderou por 2/0, mas Sorgi buscou o empate de imediato. Enquanto o jogador da casa não teria mais o serviço ameaçado, Sorgi ainda teve trabalho para manter o saque, chegando a salvar um match point para forçar a definição no tiebreak. No game-desempate, Sorgi cometeu uma dupla-falta e não sustentou duas trocas de bola que permitiram que o rival abrisse larga vantagem. Hernandez-Fernandez chegou a liderar por 5-0 e o paulista ainda salvou mais dois match points, mas não evitou a derrota.

Sem seus principais jogadores, o Brasil precisa vencer pelo menos duas das três partidas desse sábado para avançar à segunda fase no torneio. Marcelo Melo e Marcelo Demoliner vão para o duelo de duplas contra Nick Hardt e Jose Olivares, às 17 horas de Brasília.

Em caso de vitória na abertura do dia, Thiago Monteiro terá a chance de dar a vaga ao Brasil se vencer José Hernandez-Fernandez. Mas, caso ocorra um novo 1 a 1 depois desses dois jogos, João Pedro Sorgi fará uma verdadeira decisão diante de Roberto Cid.

Publicidade