Brasileiros estreiam nas Paralimpíadas

Início    /    Paradesporto    /    Brasileiros estreiam nas Paralimpíadas
Por Raphael Favilla  •  09 de Setembro de 2016

O time brasileiro de Tênis em Cadeira de Rodas inicia nesta sexta-feira a participação nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 com cinco jogos na quadra Maria Esther Bueno, a principal do Centro Olímpico de Tênis da Barra, além de duas partidas da categoria Quad na quadra 9.

O sorteio das chaves foi realizado nesta quinta-feira na sala de conferências, marcada por uma homenagem à holandesa Esther Vergeer, a maior atleta da modalidade, dona de 42 títulos de Grand Slam e sete medalhas de ouro em Jogos Paraolímpicos. Ela recebeu o Prêmio Brad Parks.

Com quatro tenistas na chave masculina de simples, o Brasil terá todos em quadra nesta sexta-feira e o mineiro Daniel Rodrigues, atual número 1 do Brasil e 18 do mundo. Ele enfrenta na estreia, a partir das 11h, na quadra Maria Esther Bueno contra o chileno Robinson Mendez, atual 63º do ranking mundial.

Em oito duelos, Rodrigues leva vantagem com cinco vitórias e saiu vencedor no último encontro, que ocorreu na Semana Guga Kuerten do ano passado. “Tenho um adversário que tem um tempo que eu jogo com ele, é um duelo equilibrado. A importância de estar jogando em casa e fazer o primeiro jogo da rodada na quadra central é uma emoção muito grande e estou ansioso e preparado para receber a torcida e fazer bonito”, afirma Daniel Rodrigues.

O segundo jogo da quadra central será entre o experiente paulista Mauricio Pomme (61º do mundo), que disputa sua quarta edição dos Jogos Paralímpicos, e o polonês Kamil Fabisiak (20º). Eles se enfrentaram apenas uma vez na carreira, no Israel Open do ano passado, e Fabisiak levou a melhor.

Outro mineiro da delegação brasileira, Rafael Medeiros (36º) faz a terceira partida da quadra Maria Esther Bueno contra o americano Steve Baldwin (80º). Eles também se enfrentaram apenas uma vez e o americano levou a melhor no Windsor Classic 2015, no Canadá.

A rodada noturna da quadra principal terá, a partir das 18h30, a estreia das brasileiras Natalia Mayara e Rejane Cândida nas duplas. As atuais campeãs do Parapan estreiam contra as americanas Dana Mathewson e Kaitlyn Verfuerth.

Quem encerrará o primeiro dia de jogos do Tênis em Cadeira de Rodas na quadra Maria Esther Bueno será o brasiliense Carlos Santos, o Jordan. Em disputa de sua quarta Paralimpíada, ele encara o jovem espanhol Martin de la Puente, de apenas 17 anos.

“Martin é um adolescente ainda, foi até o ano passado número 1 do mundo de júnior. Eu fiz um jogo com ele no ano passado, uma semifinal no Canadá, e não sei se por falta de concentração, ele levou o jogo, que apesar do placar foi difícil. Desta vez já sei o que vou encontrar, um jogador que vai correr bastante, passar muita bola, é agressivo e sabe agredir as bolas no tempo certo”, afirma Jordan.

“Eu vou aproveitar essa oportunidade que me deram de jogar na quadra central, em horário nobre. Espero que a torcida possa estar em peso me apoiando, me empurrando e que isso possa fazer a diferença no jogo. É uma primeira rodada difícil, onde eu tenho chance também de passar”, completa o brasiliense.

Outros dois brasileiros que estreiam nesta sexta-feira são os atletas da categoria Quad, o catarinense Ymanitu Silva e o brasiliense Rodrigo Oliveira, que competem na Quadra 9.

Ymanitu abre a programação da Quadra 9, a partir das 11h, contra o britânico Jamie Burdekin. Eles já se enfrentaram quatro vezes, com três vitórias do britânico e uma do brasileiro, no ACSA SA Open do ano passado.

Rodrigo Oliveira joga a quarta partida da Quadra 9 em um duelo inédito com o japonês Mitsuteru Moroishi, atual número 7 do mundo na categoria.

Publicidade