Domingos Venâncio

Início    /    Domingos Venâncio

Domingos Venâncio     •     13 de Maio de 2021

Flash Back: Sabona Connection!

Domingos Venâncio     •     06 de Janeiro de 2021

2021 Odissey

Domingos Venâncio     •     05 de Junho de 2020

Tudismo

Domingos Venâncio     •     02 de Abril de 2020

Strange times... Time !!!!!

Domingos Venâncio     •     30 de Dezembro de 2019

2020

Domingos Venâncio     •     28 de Setembro de 2019

Nittenis 20 anos Flashback: Lawn Tennis

Eduardo Faria - Preparação FísicaDomingos Venâncio     •     13 de Janeiro de 2019

Nittenis 20 anos: Aos Domingos Flashback

Há alguns poucos anos, no charmoso apartamento do nosso grande Thomaz Koch, batíamos um papo, o anfitrião Thomaz, o craque gaúcho Marcos Daniel e o super sueco Mats Wilander, além deste colunista...

Eduardo Faria - Preparação FísicaDomingos Venâncio     •     23 de Dezembro de 2018

Vinte anos

Inauguração do “Hall da Fama” dos atletas de Niterói, no Tornado Bar. Os proprietários? Ninguém menos que os multi-campeões de Vela, os irmãos Torben e Lars Grael e o também velejador de ...

Eduardo Faria - Preparação FísicaDomingos Venâncio     •     02 de Junho de 2016

Joie de Vivre!!! Hit the road, Jack!!!

Seguindo uma velha tradição, todos os anos e com bastante frequência, caio na estrada para a realização das clinicas de final de semana. Gosto de clinicas!!! Adoro a estrada!!! Desde 1983, quando trabalhei pela primeira vez nessa área, com o lendário Ron Holmberg, em Connecticut, USA, nunca mais parei, mesmo durante os muitos anos no circuito. Curto as viagens, os velhos e novos amigos, o som (que sempre rola com algum músico ou banda local), e a maneira simples e descomplicada com a qual o tênis acontece nessas ocasiões...

Eduardo Faria - Preparação FísicaDomingos Venâncio     •     01 de Junho de 2016

Mr. President ou Braveheart

Quando em 1974, o americano Randy Newman escreveu a canção Mr President (have pity on the working man), uma mensagem ao então Presidente Nixon (que acabou caindo!!!), pedindo um alivio para os trabalhadores americanos, empobrecidos em função da recessão dos anos 70, jamais poderia imaginar que essa canção permaneceria absolutamente “atual” até os dias de hoje, em tantos países do mundo, e, no nosso caso...

Publicidade