Como eu adoro o tênis

Início    /    Colunistas    /    Como eu adoro o tênis
Por Admin CMS  •  27 de Novembro de 2018

Minha ideia aqui seria falar da vitória da Croácia em cima da França, em Lille, falar das atuações de Cilic e Coric, das escalações do time francês e também do belo jogo de duplas. Mas tudo isso ficou muito pequeno, se compararmos com a dimensão das atitudes de respeito do público e dos jogadores, principalmente no vestiário croata, onde os dois times se uniram para celebrar o esporte, celebrar o tênis.

Sempre acreditei no esporte como ferramenta educadora, assim como transformadora, tive muitos exemplos ao longo da vida, inclusive o meu próprio. O tênis sempre me ensinou a importância do respeito dentro da quadra, respeito pelas regras e principalmente pelos adversários. Me ensinou também que adversários não são inimigos, muito pelo contrário, pois preciso muito deles para meu crescimento diário. Sempre que presenciamos grandes rivalidades, vamos presenciar grandes confrontos, gerando grandes ídolos, foi assim com Borg x McEnroe, Becker x Edberg, Sampras x Agassi e a maior de todas, Federer x Nadal.

Em um final de semana que vai ficar marcado pela vergonha na final da Copa Libertadores que não aconteceu, o tênis mostra mais uma vez, que atitudes são muito mais importantes que o resultado, que o respeito vai sempre aparecer em primeiro plano. Que as imagens das torcidas em Lille, simplesmente torcendo e celebrando o esporte, assim como os times se abraçando no vestiário após a final, possam viralizar pelo mundo e, o tênis possa servir de exemplo de respeito entre as pessoas, sejam elas adversárias ou parceiras.

Publicidade