Dia de derrotas

Início    /    Tênis    /    Dia de derrotas
Por Raphael Favilla  •  02 de Abril de 2019

A terça-feira não foi nada boa para os brasileiros no challenger de Alicante, com derrotas nos três jogos de simples.

O primeiro foi Thomaz Bellucci. O paulista sequer conseguiu passar da estreia no saibro espanhol, sendo derrotado nesta terça-feira pelo alemão Kevin Krawietz, de 27 anos e atual 241 do mundo, com o placar final de 7/5 e 6/2, anotado em 1h26 de confronto.

O primeiro set da partida foi equilibrado, com chances para ambos os lados. Bellucci perdeu os dois primeiros break-points do jogo, no sexto game, levou uma quebra no nono e logo em seguida salvou dois set-points antes de devolver a quebra. Só que durou pouco a igualdade, já que o brasileiro perdeu o saque no game seguinte e pouco depois perdeu também a parcial.

Bellucci não conseguiu se recuperar e venceu apenas mais dois games na partida, levando mais três quebras no segundo set. O canhoto de Tietê terminou com cinco break-points contra, todos eles resultando na perda do saque. Em contrapartida, ele aproveitou apenas duas das cinco oportunidades que teve contra Krawietz.

Depois foi a vez de Jordan Correia ser eliminado. O capixaba, que recebeu um convite da organização, ficou ainda menos tempo em quadra que Bellucci, uma vez que foi eliminado em apenas 57 minutos, caindo diante do atleta da casa Mario Vilella com parciais de 6/1 e 6/0.

Por fim, foi a vez do gaúcho Orlando Luz também se despedir da competição com mais uma derrota em sets diretos.

Vindo do qualificatório, o tenista de 21 anos e atual 469 do mundo não foi páreo para o austríaco Jurij Rodionov, de 19 anos e 191º no ranking da ATP. Orlandinho acabou superado com duplo 6/3 anotado em 1h17 de confronto. Seu algoz terá agora pela frente o belga Arthur de Greef, cabeça de chave número 14.

O jogo foi equilibrado e o que fez a diferença foi o primeiro saque de Rodionov, vencendo 91% dos pontos disputados com ele. Isso o ajudou a salvar sete dos oito break-points que enfrentou na partida, ao passo que Orlandinho acabou amargando quatro quebras nas sete oportunidades que cedeu ao adversário.

Agora somente um brasileiro restou em Alicante, o cearense Thiago Monteiro, que por ser um dos 16 pré-classificados entra direto na segunda rodada. O sétimo mais bem cotado ao título abrirá campanha diante do atleta da casa Enrique Lopez, de 27 anos e atual 189 do mundo, que levou a melhor sobre o compatriota Nicola Kuhn com duplo 6/2.


Publicidade