Ex-técnico cobra Osaka na justiça

Início    /    Tênis    /    Ex-técnico cobra Osaka na justiça
Por Raphael Favilla  •  19 de Março de 2019

O site norte-americano TMZ divulgou uma notícia bombástica sobre a atual líder do ranking mundial feminino, a japonesa Naomi Osaka. Segundo o site, a tenista foi processada pelo ex-técnico Christophe Jean por um suposto contrato em que a atleta e seu pai concordaram em pagar os treinos com 20% de toda a premiação da carreira.

A atual campeã do US Open e Australian Open tinha na época apenas 14 anos de idade, e o contrato teria sido assinado pelo seu pai.Segundo Jean, seu pai não tinha condições financeiras de pagar o treinamento, então eles fizeram um acerto de que o pagamento seria 20% de toda a premiação e da renda de patrocínios de Naomi Osaka.

Como a tenista era menor de idade, quem firmou o contrato foi o seu pai. O preço médio de um ano de treino de alto nível na Flórida é de US$ 40 mil dólares (cerca de R$ 150 mil). A duração da parceria foi de dois anos.

Para piorar a situação da número um do mundo, Jean não é o único técnico a afirmar que a treinou e que receberia uma porcentagem no futuro. Segundo um jornal local, chamado "Sun Sentinel", nenhum dos seis treinadores que trabalhou com Naomi Osaka desde pequena viu a cor do dinheiro.

Segundo Cristophe Jean, ele cobrou o pai da atleta recentemente e após a recusa em um acordo o levou a entrar na justiça. O ex-técnico afirma que tem uma cópia do contrato, com assinatura do pai de Osaka, em que há o prazo e é "indefinido". O documento está anexado no processo que corre nos tribunais da Flórida.

"Eu não queria fazer isso, mas a última vez que falei com ele, ele me disse para procurar um advogado. Então eu contratei um advogado", disse Jean.

Osaka não quis comentar o assunto, mas com certeza será muito comentado nos próximos dias, afinal o WTA Premier de Miami se inicia nesta quarta-feira e ela é a principal favorita do torneio. Atualmente, Naomi, de 21 anos de idade, soma US$10,8 milhões (cerca de R$ 41,1 milhões) em premiação, sem contar os patrocínios.


Publicidade