No sufoco

Início    /    Tênis    /    No sufoco
Por Raphael Favilla  •  04 de Fevereiro de 2018

Depois de cinco partidas, a seleção brasileira confirmou o acesso à segunda rodada do Zonal das Américas da Copa Davis. Neste sábado, no Club Deportivo Naco, em Santo Domingo, João Pedro Sorgi entrou na quadra pela segunda vez na competição e aplicou a virada em Roberto Cid Subervi e tirou o Brasil do sufoco no torneio de seleções.

Em 2h25 de partida, o brasileiro de 24 anos, número 365 do ranking mundial, venceu o dominicano, por 2 sets a 1, parciais de 6/7, 6/1 e 6/4. Com a terceira vitória no confronto, a seleção brasileira vai enfrentar a Colômbia, que derrotou Barbados com quatro vitórias em quatro jogos. O confronto entre brasileiros e colombianos acontece nos próximos dias 6 e 7 de abril.

O vencedor da segunda rodada do Zonal das Américas vai disputar os playoffs para o grupo mundial da Copa Davis.

O confronto

O primeiro set foi duríssimo, com duração superior a uma hora. Ainda que não tenha acontecido nenhuma quebra durante toda a parcial, oportunidades não faltaram já que cada jogador teve que salvar quatro break points. O tiebreak começou superior a Cid, que chegou a liderar por 5-2, mas se desestabilizou após discussão com o árbitro e perdeu quatro pontos seguidos.

Os jogadores alternaram vantagens na parte final do tiebreak, mas Sorgi não conseguiu aproveitar nenhum dos set points que teve. O atleta da casa, por sua vez, conseguiu vencer um ponto importante no saque do paulista para vencer a parcial.

Sorgi se aproveitou de um natural relaxamento de seu adversário no começo do segundo set para conquistar a primeira quebra da partida e já liderar por 3/0. Em uma disputa de aproximadamente 20 minutos, o paulista perdeu apenas sete pontos e empatou a partida em Santo Domingo.

A partida voltaria a ficar equilibrada no terceiro set, mas enquanto Sorgi conseguia manter o saque com maior tranquilidade, seu adversário vinha tendo mais trabalho nos games de serviço. A pressão daria resultado no quinto game quando o paulista enfim conseguiu a quebra. Depois de liderar por 4/2, Sorgi chegou a permitir o empate, mas fez um ótimo game de devolução e voltou a liderar o placar imediatamente. Sacando para o jogo, o paulista chegou a cometer uma dupla-falta no primeiro match point, mas definiu o confronto com o ace para desabar em quadra e ser abraçado por toda a equipe brasileira.

Outros jogos do dia

O sábado iniciou com o confronto empatado por 1 a 1. Nas duplas, o Brasil fez o segundo ponto. A parceria de Marcelo Melo e Marcelo Demoliner precisou de apenas uma hora para bater Nick Hardt e José Olivares por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4.

Podendo classificar o Brasil para os playoffs do Grupo Mundial, Thiago Monteiro (117º do ranking da ATP) era favorito contra José Hernandez-Fernandez (284º). No entanto, o favoritismo não entrou em quadra. O dominicano venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (4) e levou a decisão para o quinto jogo.

O primeiro set começou equilibrado, com os jogadores confirmando seus serviços até o sétimo game. Hernandez-Fernandez quebrou o saque do brasileiro, fez 4 a 3 e confirmou todos os seus.

O segundo set começou mal para Thiago, que teve o saque quebrado logo no game inicial. No entanto, o brasileiro devolveu a quebra no sexto game, fazendo 3 a 3, e levou o set para o tie-break. No game decisivo, o dominicano levou a melhor, vencendo por 7 a 4 e fechando o jogo.

Publicidade