Niterói

Início    /    Niterói

NiteróiTênis     •     15 de Julho de 2019

Clube Naval Charitas inaugura quadra de saibro

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     25 de Abril de 2018

Niterói recebe Copa Rio

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     15 de Agosto de 2017

Estrela ascendente

Niteroiense Ralff Abreu vem se destacando no circuito mundial de beach tennis ao conquistar títulos e estar muito próximo do top 10.

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     08 de Maio de 2017

Joana Cortez e Rafaela Miiler conquistam Copa Rio Beach Tennis

Italianos derrotam brasileiros e levam o troféu no masculino. Cinco mil pessoas passaram pelo evento em Niterói

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     07 de Maio de 2017

Brasileiro derruba campeão e busca vaga na final da Copa Rio Beach Tennis

Semifinais serão disputadas neste domingo, a partir das 9h30. Finais previstas para 12h30 e 14h

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     05 de Maio de 2017

Copa Rio Beach Tennis começa nesta sexta

Segundo maior evento do mundo no esporte acontece na praia de Piratininga, em Niterói

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     05 de Maio de 2017

Vem aí a chave principal da Copa Rio Beach Tennis!

Três duplas brasileiras e uma italiana passam o quali. Lorena Melo e Gabriel Figueira surpreendem favoritos e levam o troféu na Dupla Mista

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     27 de Abril de 2017

Niterói, meca do Beach Tennis no Brasil

Com 708 atletas, Copa Rio Beach Tennis bate recorde e se torna o segundo maior evento do mundo no esporte

Outras RaquetesCidadesNiterói     •     07 de Abril de 2017

Beach Tennis invade Piratininga

Maior campeão do esporte, italiano disputa a Copa Rio Beach Tennis entre os dias 5 e 7 de maio

NotíciasCidadesNiterói     •     01 de Julho de 2016

Revista Nittenis de volta à web com força total

Fim dos anos 1990. O Brasil começava a respirar uma estabilidade econômica da qual não tínhamos lembrança, após décadas de ditadura militar e anos de hiperinflação em governos democráticos mas ineficientes. Ainda longe do país que idealizávamos, no entanto. Nos esportes, havíamos recém reconquistado o respeito de outrora ao levantar outro caneco mundial após 24 anos de seca no futebol; o vôlei continuava sendo o orgulho nacional, com títulos olímpicos e mundiais tanto no masculino quanto no feminino; e o tênis, que nunca tinha experimentado uma euforia popular por essas bandas tropicais em toda sua longa história, acabara de conhecer seu mais novo ídolo e candidato a herói: Gustavo Kuerten, então “apenas” campeão de Roland Garros, torneio que viria a se consagrar alguns anos adiante com o tricampeonato.

Publicidade