O desenvolvimento do jogador de tênis infanto - Introdução

Início    /    Tênis    /    O desenvolvimento do jogador de tênis infanto - Introdução
Por Nittenis News  •  30 de Janeiro de 2021

Por Haroldo Zwetsch

 

Ao longo de mais de 20 anos na formação de atletas e na transição de jogadores juvenis para o nível profissional, tenho me deparado com diversas situações que geram dúvidas nos pais, atletas e também nos técnicos no que diz respeito ao processo de desenvolvimento do jogador.

Esse processo é difícil, longo – 8 a 10 anos, no mínimo – e apresenta inúmeras variáveis, nem todas controláveis por quem lidera a formação.

Entretanto, vários países têm tido sucesso neste processo, mesmo com as variáveis que fogem ao controle.

A Argentina é um deles e mostrou sua força em Roland Garros 2020, com dois atletas nas quartas de final masculinas Juniors, semifinal masculina com Diego Shwartzmann e Nadia Podoroska no feminino.

A formação de um jogador exige cuidados em diversos aspectos – construção técnica, equilíbrio no volume e na intensidade de treino, participação em competições, preparação física, fortalecimento mental e desenvolvimento da maturidade do jogador como atleta e como pessoa.

Simultaneamente a isso, é necessário investir tempo para que haja o perfeito entendimento dos pais, a fim de se construir um triângulo atleta-treinador-pais de lados iguais e funções bem estabelecidas.

Ainda observamos situações em que a prioridade é a busca por bons resultados, como forma de proporcionar estímulo e motivação. Porém, considerando-se o longo tempo de formação do atleta, torna-se mais importante o investimento na formação técnica e no desenvolvimento de uma base de jogo, com criação de repertório, gerando desempenho mais consistente a longo prazo.

Todos os aspectos do jogo a serem trabalhados com o jogador levam tempo até serem consolidados, como um bom forehand, com biomecânica correta, por exemplo. Desta forma, quanto mais tardiamente esse trabalho é iniciado, mais difícil se torna, com perda das fases sensitivas de ensino.

Nos próximos artigos, vamos abordar cada uma das etapas do processo de formação de um tenista, trazendo sugestões de como evoluir e criar um ambiente mais propício para desenvolvermos mais tenistas de alto nível.

Contatos com Haroldo Zwetsch: WhatsApp 16-996335454




Publicidade