Retorno difícil mas vitorioso

Início    /    ATP    /    Retorno difícil mas vitorioso
Por Nittenis News  •  10 de Março de 2021

Após 14 meses fora das quadras, em consequência de duas cirurgias no joelho, Roger Federer derrotou o britânico Dan Evans mas declarou que não jogou sem dor.

O suíço, de 39 anos e 20 vezes títulos de Grand Slam, ganhou por 7-6 (10-8) 3-6 e 7-5 e avançou às quartas-de-final do Aberto do Qatar em Doha.

Federer não jogava competitivamente desde janeiro de 2020 e desde então se submeteu a duas cirurgias no joelho. Após a partida ele declarou: “É bom estar de volta. É bom estar aqui, independentemente de ter ganho ou perdido, é muito divertido", disse Federer. "O importante é como me sentirei amanhã e no dia seguinte dos jogos pelos próximos seis meses."

Em um primeiro set muito equilibrado, Evans conquistou quatro pontos consecutivos no tie-break e liderou por 4-2, mas Federer conseguiu a reação e fechou o desempate e o set com um backhand de rara beleza e a habilidade de sempre.

O britânico, que havia perdido todos os três encontros anteriores de sua carreira com Federer, capitalizou uma série de erros do suíço no quarto game do segundo set quebrando o serviço de Roger e abrindo 3-1. Depois só manteve a regularidade e fechou o set em 6/3 levando a decisão para o terceiro set.

O set decisivo, assim como o primeiro, foi marcado pelo equilíbrio e os tenistas confirmaram seus serviços até o 11º game. Na parcial seguinte Federer quebrou o saque de Evans pela primeira vez na partida e selou a vitória diante de uma multidão socialmente distanciada no Complexo de Tênis Khalifa.

"Dan ficou com mais energia no final, mas achei que fiz uma boa partida e estou extremamente feliz com meu desempenho", disse o suíço.

O próximo adversário de Federer, três vezes vencedor do evento, será Nikoloz Basilashvili, da Geórgia, nas oitavas de final.

Russel Fuller, correspondente de tênis da BBC, resumiu desta forma o retorno do suíço às quadras:

Quatrocentos e cinco dias após sua última apresentação, Federer registrou a 1.243ª vitória de sua carreira. Para um carro que ficou fora da estrada por tanto tempo, o motor estava funcionando incrivelmente bem.

Federer sempre teve a habilidade de recomeçar praticamente de onde parou, e ele jogou um primeiro set excelente construído em torno de um saque sólido como uma rocha.

Seu desempenho se tornou um pouco mais irregular à medida que a partida avançava - algo que o jogador de 39 anos atribuiu a culpa, principalmente, ao jogo de pernas - mas este foi um início fabuloso contra um adversário que jogou bem e já tem um título ATP conquistado este ano.

Fonte – BBC Sports


Publicidade