Wild leva virada em São Paulo

Início    /    Tênis    /    Wild leva virada em São Paulo
Por Raphael Favilla  •  27 de Fevereiro de 2018

Thiago Wild flertou com a primeira vitória na chave principal no circuito mundial da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), mas sofreu a virada e foi eliminado na rodada inicial do Brasil Open. Nesta segunda-feira, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, o brasileiro de apenas 17 anos foi superado pelo argentino Carlos Berlocq, número 131 do ranking mundial, por 2 sets a 1 (3-6, 6-3 e 6-2), em 2h15.

Convidado da organização, Wild mostrou um tênis agressivo do começo ao fim e enquanto conseguiu ser consistente deu trabalho a Berlocq, que salvou um break-point no segundo game, outro no quarto e no oitavo acabou quebrado. Bastou ao promissor atleta da casa confirmar na sequência.

No segundo set, o paranaense teve um game errático quando sacou em 1/2, perdeu o serviço e depois não se recuperou. Wild até teve uma chance de devolver a quebra logo em seguida, mas perdeu o break que teve e viu Berlocq empatar a partida.

A decisão foi então para a terceira parcial, na qual o argentino obteve uma quebra prematura, abrindo 3/1 logo de cara. Um problema na panturrilha no sexto game atrapalhou ainda mais a situação de Wild, que desde então teve sua movimentação comprometida, levou mais um break e a virada de Berlocq.

"Acho que comecei a partida em uma intensidade muito alta, num ritmo de jogo que normalmente não estou acostumado, é um patamar que ainda pretendo alcançar. Tenho mais tênis do que alguns jogadores que estão aqui, mas a parte física ainda fica um pouco para trás. Tenho que aprender a lidar com certos momentos e estipular os que são importantes e os que não valem tanto", avaliou.

No lado vencedor, Carlos Berlocq avança à segunda rodada do Brasil Open e vai enfrentar o compatriota Leonardo Mayer, que aplicou a virada no português Gastão Elias e venceu o jogo, por 2 sets a 1 (5-7, 7-6 e 7-6), em uma batalha de 2h58.

Publicidade