Zverev cada vez mais perto!

Início    /    Colunistas    /    Zverev cada vez mais perto!
Por Sylvio Bastos  •  22 de Novembro de 2018

Na última semana, Alexander Zverev conseguiu seu maior resultado na carreira, venceu o ATP Finals, batendo Federer e Djokovic em dias seguidos, exatamente como Guga em Lisboa no ano 2000, com Sampras e Agassi, só faltou mesmo se tornar o nº 1 do mundo. Até mesmo o fato de perder para o sérvio na fase de grupos, assim como Guga perdeu para Agassi e depois venceu na final, tudo muito parecido. Para esse cenário ficar ainda mais perfeito, o próprio Guga presente, levando o troféu até a quadra, se fosse combinado, não teria ficado tão perfeito.

Durante toda a semana, no meio de tantos jogos de alto nível, ficou muito claro o quanto a temporada foi desgastante, o quanto o circuito machucou os jogadores, o simples fato de dois jogadores classificados, Nadal e Del Potro, não terem conseguido jogar, já seria uma prova, mas os jogos em si, só comprovam muito bem essa constatação. Apesar de todo esse desgaste do ano, Zverev chegou muito bem em Londres, demonstrando ter físico suficiente para jogar toda a semana em altíssimo nível. O título só comprova essa condição do alemão.

Voltando um pouco no tempo, me lembro muito bem a primeira vez que vi Zverev jogando de perto, exatamente em março de 2015 no Miami Open, ainda no qualy, na verdade fui até a quadra para ver o jogo do Feijão, que jogaria com um alemão de 17 anos. Logo após o jogo, escrevi um texto dizendo:” Zverev chegando”, chegando sim, porque naquele momento ele era apenas o nº 180 no ranking, mas ali já ficava muito claro o que viria pela frente. Me chamou muito a atenção a forma madura que aquele menino se comportava dentro da quadra. Além disso, muito consistente no fundo, um belo saque e, talvez sua maior qualidade, conseguir manter a profundidade da bola independente da intensidade colocada. Pode até parecer simples, mas isso é muito difícil de se fazer, principalmente para um menino de 17 anos.

Logo após a final, a ATP divulgou uma estatística muito interessante, comparando os resultados de Zverev com Federer, Nadal, Djokovic e Murray aos 21 anos. Nesses números o alemão só perde para Nadal, empata com Djokovic e supera Federer e Murray, considerando número de títulos e melhor ranking. Com todos esses fatos, seguramente a pressão vai aumentar, as cobranças serão enormes, cada jogo vai ter um público cada vez maior, mas se existe alguém preparado para tudo isso, esse alguém é Alexander Zverev.

Publicidade