Depois de 8 anos, Monteiro é o primeiro brasileiro nas oitavas de um Masters 1000

Início    /    Tênis    /    Depois de 8 anos, Monteiro é o primeiro brasileiro nas oitavas de um Masters 1000
Por Raphael Favilla  •  12 de Maio de 2024

A ótima campanha de Thiago Monteiro no Masters 1000 de Roma ganhou mais um capítulo na manhã deste domingo, com sua quinta vitória consecutiva e uma inédita vaga nas oitavas de final de um torneio deste porte. Vindo do quali no tradicional torneio em quadras de saibro na capital italiana, Monteiro venceu o sérvio Miomir Kecmanovic, 58º do ranking, com parciais de 6/2, 4/6 e 7/6 (8-6) em 2h36 de partida.

O atual número 2 do Brasil e 106º do mundo acumula agora 120 pontos no ranking com os resultados em Roma. Ele derrotou o francês Gael Monfils e o australiano Jordan Thompson nas primeiras rodadas da chave principal, além das vitórias sobre o italiano Giovanni Oradini e o francês Corentin Moutet durante o qualificatório. Com essa performance, o cearense de 29 anos voltará ao top 100 e está prestes a alcançar o 84º lugar, provisoriamente. Sua melhor posição foi a 61ª.

Antes de Roma, Monteiro tinha apenas cinco vitórias em chaves principais de Masters 1000 na carreira. Duas delas foram em Madri, há duas semanas, depois de também furar o quali e ainda vencer o sérvio Dusan Lajovic e o grego Stefanos Tsitsipas, então número 7 do ranking. O resultado na Espanha já era o seu melhor em torneios desse nível. O cearense também se torna o primeiro brasileiro nas oitavas de um Masters 1000 desde o paulista Thomaz Bellucci no ano de 2016 também em Roma.

O adversário de Monteiro nas oitavas de final sairá do confronto entre o norte-americano Ben Shelton, número 14 do mundo, e o chinês Zhizhen Zhang, 56º do ranking. Ambos seriam adversários inéditos na carreira do cearense, e uma eventual vaga nas quartas poderia recolocá-lo no top 70 da ATP.

Monteiro teve um excelente desempenho no primeiro set, saindo de um 0-40 no game inicial e, em seguida, não enfrentando mais break-points até o fim da parcial. Ele começou a confirmar seus serviços de forma mais tranquila, jogando de forma agressiva e dominando os pontos, registrando 11 winners contra 4 de Kecmanovic e conquistando duas quebras para fechar o set com quatro games seguidos.

O segundo set viu Kecmanovic conquistar a única quebra da parcial logo no início e manter sua vantagem, não enfrentando nenhum break-point e cedendo apenas oito pontos em seus games de serviço. Apesar de Monteiro ter recuperado a precisão no saque, o sérvio conseguiu manter a liderança. Sacando para fechar, Kecmanovic enfrentou alguns contratempos, mas conseguiu fechar a parcial em um ace. O sérvio registrou um winner a mais, 9 a 8, e cometeu 5 erros contra 10 de Monteiro.

O terceiro set começou com domínio dos sacadores, até que Kecmanovic obteve uma quebra em um game muito disputado, seguido por uma vitória em uma disputa na rede para fazer 3/2. No entanto, Monteiro conseguiu devolver a quebra imediatamente e igualar o placar. A partir desse momento, não houve mais quebras ou break-points até o final do jogo. Kecmanovic salvou dois match-points em seu serviço quando perdia por 5-4 e 6-5, mas Monteiro não desperdiçou sua chance e fechou o jogo com um bom saque.


Publicidade